Greve de professores no distrito de Aveiro não encerra escolas

2023-01-17

Os alunos do Agrupamento de Escolas de Vagos tiveram um dia de aulas normal. O mesmo terá acontecido, segundo o Notícias de Aveiro, na Mário Sacramento.

Greve de professores no distrito de Aveiro não encerra escolas

Os professores avançaram, hoje, para o 2º dia de greve por distrito, que aconteceu em Aveiro.

A greve de professores por distrito arrancou ontem em Lisboa, passou hoje por Aveiro. Prossegue em Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Portalegre, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real, Viseu e termina no Porto a 8 de fevereiro.

António Morais, professor e membro da Fenprof, considera que “as lutas são prolongadas”, comparando-as a maratonas. “O pior que pode acontecer é nós arrancarmos com a velocidade dos 100 metros e depois cairmos para o lado a meio”, frisou.

Em causa continua a desvalorização da carreira dos professores, o “roubo” do tempo de serviço, as questões relacionadas com as vagas e as quotas, precariedade, aposentação, condições e horários de trabalho e mobilidade por doença.

“São tantos os problemas”, lamentou António Morais.

A Fenprof vai reunir com o Ministério da Educação dia 20. Espera que os professores se reúnam em frente ao Ministério para pressionar o Governo.

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -