Bombeiros de Vagos fazem peditório porta-a-porta em novembro

2022-11-09

O objetivo é angariar fundos para melhorar as condições dos balneários do quartel e adquirir novos equipamentos de proteção individual.

Bombeiros de Vagos fazem peditório porta-a-porta em novembro

A partir do próximo sábado, dia 12 de novembro, o corpo de Bombeiros de Vagos vai realizar um peditório porta-a-porta, nos vários lugares do concelho de Vagos.

A iniciativa, que arranca sábado, no lugar do Lombomeão, na União de Freguesias (UF) de Vagos e Santo António, terá partido dos próprios elementos da corporação. A restante União de Freguesias será percorrida no dia seguinte, domingo, dia em que os Bombeiros também vão estar na Freguesia da Gafanha da Boa Hora.

No dia 20 de novembro, o peditório seguirá na União de Freguesias de Ponte de Vagos e Santa Catarina, na Freguesia de Calvão e na UF de Fonte de Angeão e Covão do Lobo.

Os peditórios encerrarão no último domingo do mês de novembro, com os Bombeiros a percorrer as Freguesias de Santo André de Vagos, Soza e Ouca.

O objetivo da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vagos (AHBVV) é angariar fundos para melhorar as condições nos balneários do quartel e adquirir novos equipamentos de proteção individual (epi’s).

O presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vagos (AHBVV), Nuno Moura, considera que o corpo de Bombeiros não devia “andar na rua de chapéu na mão”, contudo e perante as dificuldades esta “é uma das formas de colmatar algumas das falhas que vamos tendo, nomeadamente no que respeita ao financiamento do Estado que não existe”.

“Um peditório deste género obriga a uma logística muito maior”, explicou Nuno Moura, que espera que os elementos que se voluntariaram para ajudar os bombeiros neste peditório nas datas anunciadas.

 

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -