“As pessoas e o seu bem-estar” no foco do reeleito presidente da Câmara de Vagos durante o próximo mandato

2021-10-18

Quadriénio 2021-2025 descrito como um “mandato de esperança, de trabalho e de concretização de projectos políticos sufragados”, pelo presidente da Assembleia Municipal de Vagos, Rui Santos.

“As pessoas e o seu bem-estar” no foco do reeleito presidente da Câmara de Vagos durante o próximo mandato

O novo executivo da Câmara de Vagos e a Assembleia Municipal tomaram posse, na sexta-feira passada.

A cerimónia decorreu ao final da tarde, no Centro de Educação e Recreio (CER) de Vagos.

O reeleito presidente da Assembleia Municipal, Rui Santos, classificou o quadriénio que agora se inicia como “um mandato de esperança, de trabalho e de concretização de projectos políticos sufragados”. No seu discurso, o autarca afirmou que “não podemos continuar a exercer um lugar político e depois renega-lo e não defender a política quando dela fazemos, também, parte. Não podemos ser presidentes de Junta de Freguesia e ocupar um lugar político, mas depois dizer que não somos políticos, que detestamos os políticos e que políticos são os da Câmara e do Governo”.

Rui Santos foi mais longe e frisou que “não podemos permitir disputa eleitoral vergonhosa, sem escrúpulos, com ataques vis e cobardes, com recurso à mentira, à calúnia e à difamação dos seus adversários nas redes sociais e no escondidinho dos perfis falsos como lamentavelmente aconteceu nesta campanha eleitoral”. (áudio1)

O papel dos eleitos foi escrutinado pelo edil vaguense, Silvério Regalado, que considera que o foco, neste mandato, são as pessoas e o seu bem-estar. “A nossa ação ao nível do desenvolvimento, coesão e apoio social continuará a ser direccionada para as pessoas”, garantiu o presidente de Câmara reeleito.

 

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -