Presidente da AHBV Vagos "revoltado" com falta de apoio. Liga e Federação "têm que fazer mais".

2021-09-16

Declarações de Nuno Moura, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vagos (AHBVV), nas celebrações do 93º aniversário da AHBVV.

Presidente da AHBV Vagos

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vagos (AHBVV) assinalou ontem o seu 93º aniversário. 

Nuno Moura, presidente da direção da AHBVV, afirma que “todos os anos celebramos o aniversário, todos os anos recebemos os parabéns pelo trabalho que realizámos, mas frutos disto não vemos”.

O presidente da direção revela sentir “uma revolta”. 

“Nós não podemos estar dia-a-dia, mês após mês, ano após ano, a passar as dificuldades que passamos”, garante referindo que “a Liga [de Bombeiros] tem que fazer mais. A Federação tem que fazer mais, mas secalhar já faz aquilo que pode. (...) Os bombeiros são efetivamente importantes”, frisou. (ver vídeo)

Em representação da Câmara Municipal de Vagos esteve presente o vice-presidente, João Paulo Sousa, que recordou que “os bombeiros são um dos pilares mais importantes que um concelho pode ter”. 

João Paulo Sousa fez referência à “excelente colaboração que tem existido entre os bombeiros e a Câmara Municipal” e adiantou que “caso este executivo continue será para manter esta colaboração e, se possível, reforçá-la”. (ouvir áudio)

 

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -