PSP e GNR exigem subsídio de risco digno

2021-07-29

Américo Rebelo, dirigente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP), afirma que o subsídio é algo que já é pago às restantes forças de segurança.

PSP e GNR exigem subsídio de risco digno

PSP e GNR concentraram-se ontem na Praça Marquês de Pombal, em Aveiro, para exigir a atribuição de um subsídio de risco. 
A concentração foi convocada pela Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP).
À comunicação social, o dirigente da ASPP, Américo Rebelo, mostrou o descontentamento pela forma como estes profissionais estão a ser tratados pelo Governo e afirma que o subsídio de risco é algo que já é pago às restantes forças de segurança.
No primeiro semestre deste ano, os sindicatos reuniram-se com o Governo que aprovou a atribuição de cerca de dois euros por dia a cada polícia, valor que, para Américo Rebelo, é “uma esmola”. “Nós não aceitamos esmolas”, reforça. 
“Os colegas estão um bocado descrentes, mas vamos ver o que vão decidir…provavelmente, mais uma mão cheia de nada”, lamenta Américo Rebelo. 

 

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -