Oliveira do Bairro avança com projeto piloto de recolha de resíduos urbanos biodegradáveis

2021-07-20

Município frisa o facto de estar a antecipar “em dois anos o prazo limite para o início da recolha obrigatória de resíduos urbanos biodegradáveis”.

Oliveira do Bairro avança com projeto piloto de recolha de resíduos urbanos biodegradáveis

O Município de Oliveira de Bairro iniciou, no passado dia 13 de julho, o projeto piloto “Dar Valor é Dar Vida”, com a entrega de contentores próprios para recolha seletiva porta-a-porta dos resíduos urbanos biodegradáveis (RUB).
De acordo com Jorge Pato, vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, este projeto “coloca o Município numa posição em que antecipa em dois anos o prazo limite para o início da recolha obrigatória de resíduos urbanos biodegradáveis”, já que a diretiva (UE) 2018/851, do Parlamento Europeu, impõe a recolha seletiva de biorresíduos apenas a partir de 2023.
Ainda segundo o autarca, “Oliveira do Bairro é o primeiro Município da área de ação da ERSUC, [entidade que assegura a recolha seletiva de resíduos em 36 concelhos da região Centro] a implementar este tipo de recolha, sendo esta mais uma prova de que temos estado na dianteira da implementação de medidas que promovem a defesa do Ambiente”.
O projeto abrange apenas 50 habitações e os munícipes que se inscreveram já receberam gratuitamente dois contentores, um de 10 e outro de 40 litros, para a colocação dos biorresíduos.

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -