Vagos: Executivo aprova contração de um empréstimo de até 2,7 milhões de euros

2021-07-19

Empréstimo será complemento ao financiamento comunitário já obtido para a obra de requalificação e ampliação do Palacete Visconde de Valdemouro.

Vagos: Executivo aprova contração de um empréstimo de até 2,7 milhões de euros

O Executivo Municipal de Vagos aprovou, por unanimidade, a contração de um empréstimo bancário de médio/longo prazo no montante de até 2,7 milhões de euros para a obra de requalificação e ampliação do Palacete Visconde de Valdemouro, no centro da Vila de Vagos. 
O presidente da Câmara de Vagos, Silvério Regalado, explica que este valor virá “complementar o financiamento comunitário a fundo perdido que nós [a autarquia] já temos.
O autarca esclarece que a proposta que, inicialmente, era para ser apresentada ao Executivo repartia a verba em 50% para o IFRRU 2020 (Instrumento Financeiro Reabilitação e Revitalização Urbanas) e o restante para o BEI (Banco Europeu do Investimento). Esta opção não foi escolha do Município, que descobriu “que o BEI também financia o IFRRU e, portanto, não podíamos ir buscar duas vezes ao BEI”.
Silvério Regalado ainda tem “esperança que nós consigamos obter mais dinheiro a fundo perdido”. 

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -