Municipio de Oliveira do Bairro avança com projeto que incentiva a reciclagem de resíduos

2021-06-08

O Município de Oliveira do Bairro iniciou da implementação do projeto piloto “Separar para mais Poupar!”, que passou pela entrega de cartões de acesso a duas ilhas ecológicas.

Municipio de Oliveira do Bairro avança com projeto que incentiva a reciclagem de resíduos

O Município de Oliveira do Bairro iniciou da implementação do projeto piloto “Separar para mais Poupar!”, que passou pela entrega de cartões de acesso a duas ilhas ecológicas.
 As duas ilhas ecológicas incluídas no projeto estão localizadas na Alameda da Cidade de Oliveira do Bairro, junto à antiga cadeia e à EB 2.3 Dr. Acácio de Azevedo.
 Os cartões foram entregues aos moradores e estabelecimentos comerciais localizados nessa área, para que estes possam abrir os ecopontos referidos, depositando os seus resíduos.
 Jorge Pato, Vice-Presidente da Câmara Municipal e responsável pelo pelouro do Ambiente, explica que “cada cartão está associado a uma pessoa, que poderá aceder à plataforma digital, disponível em http://residuos.cm-olb.pt/, de forma a consultar a informação detalhada do volume de resíduos que já depositou, dando origem a uma fatura mensal simulada”.
 As duas ilhas ecológicas contempladas no projeto ficam agora disponíveis apenas para os munícipes com cartão. “Sem esse acesso”, adianta o autarca, “não será possível fazer o depósito dos resíduos”.
 O projeto “Separar para mais Poupar!”, assente no sistema PAYT – Pay-As-You-Throw, procura incentivar a redução dos resíduos não recicláveis e o aumento da separação dos resíduos valorizáveis.
 

Já avançou a segunda fase de entrega de mini-ecopontos
 
A aposta do Município de Oliveira do Bairro na área do Ambiente tem sido crescente. O projeto “Separar para mais Reciclar”, avançou para a segunda fase de distribuição, gratuita, com mais de 3.000 contentores mini-ecopontos entregues em moradias unifamiliares do concelho. Este projeto, prevê recolhas porta-a-porta semanais, para os resíduos de papel e cartão, plástico e metal, e quinzenais, para os resíduos de vidro.
 Sobre a resposta dos munícipes aos desafios que a Câmara Municipal tem promovido na área do Ambiente, Jorge Pato revela que esta tem sido “extraordinária e demonstra que existe uma forte consciência ambiental no Concelho”. 

 

 

- Publicidade -

- Publicidade -

 

- Publicidade -

 

 

- Publicidade -